5 Dicas para Viajar com Bebês

Veja nossas recomendações para que o passeio não se transforme em transtorno

Artigo publicado por Patrícia Ribeiro nas categorias: Até 1 Ano, Bebês, Recém Nascidos

A primeira viagem com o bebê é sempre a mais tensa. você não sabe por quais situações vai passar, fica aterrorizada com a possibilidade de uma mudança de clima, uma virose, dor de ouvido, ou qualquer coisa do tipo. Além de, se for viajar em transportes coletivos, ficar apreensiva com a possibilidade da criança estranhar e chorar desesperadamente incomodando todos em volta. Por isso, aqui vão algumas dicas para viajar com seu bebê sem se preocupar com estas inconveniências:

bebê viajando

1) A partir de quantos meses, posso viajar com o bebê?

No caso de viagens aéreas, é permitido viajar com o recém-nascido com mais de sete dias, porém os médicos recomendam que o mais seguro é viajar com o bebê com mais de três meses, pois ele já estará com o sistema imunológico mais forte.

Nossa dica é que a mãe, principalmente a de primeira viagem, só viaje com o bebê assim que se sentir mais confiante com todos os cuidados.

2) Como escolher o melhor destino

A escolha do lugar deverá levar em consideração toda a rotina que o bebê exige, ou seja, amamentar, tirar sonecas e trocar fralda. Assim, escolha lugares e passeios que darão condições de você realizar todos esses cuidados. Evite destinos muito barulhentos ou com passeios cheios de aventura. A dica é ir para um lugar calmo, com opções de lazer onde você possa levar o bebê no carrinho, por exemplo.

Atenção também à temperatura: evite locais muito frios ou muito quentes, porque pode ser bastante desconfortável para o bebê. Na hora de selecionar o hotel, verifique se eles disponibilizam berços e banheiras (se preferir, leve um berço desmontável ou uma banheirinha inflável).

Se puder, opte por um flat, que oferece uma minicozinha para poder preparar as papinhas do bebê.

3) O que levar

Quando se trata de bebês, a mãe deve ir bem preparada.

  • Levar roupas extras porque bebês sujam roupa demais, além de itens para frio e calor. Inclua uma boa quantidade de fraldas descartáveis, pacote de lenços umedecidos, babadores e paninhos de boca.
  • Inclua os itens de higiene do bebê, como sabonete, xampu, cotonete e algodão. Carregue ainda chapéu ou boné para a criança e protetor solar, que só é indicado para bebezinhos com mais de seis meses.
  • Leve mamadeiras (caso o bebê tome leite em pó), água mineral, lanchinhos e frutinhas para oferecer no caminho. Carregue alguns saquinhos plásticos para jogar o lixo, como fraldas sujas e embalagens.
  • Os bebês podem estranhar o novo local, como o quarto do hotel, por isso leve alguns brinquedinhos, além da chupeta.
  • Carrinhos, cangurus ou slings podem ser de grande ajuda nos passeios. Prefira os carrinhos guarda-chuva que são dobráveis e mais fáceis de transportar. Se a viagem for de carro, compre aquelas cortininhas que grudam no vidro de trás com uma ventosa para o sol não incomodar o bebê.

4) Documentação

bebê na mala

Na hora de fazer a bagagem, inclua a certidão de nascimento do bebê, carteirinha do plano de saúde e de vacinação.

5)Viagem de avião

Para viagens aéreas, alguns cuidados especiais. Prefira voos noturnos para que o bebê passe a maior parte do tempo dormindo. Se ele já come papinha, avise a companhia aérea para disponibilizar alimentação especial. Antes de embarcar, troque a fralda do bebê e, no voo, pergunte ao comissário se existe algum local para isso.

Atenção para o peso das bagagens: o limite não aumenta por conta da bagagem do bebê. Você deve embarcar com a quantidade de papinhas, leite e medicamentos (para voos internacionais, junto com a receita médica) que serão utilizados na viagem.  O excedente deve ficar na mala que será despachada.

Patrícia Ribeiro

Autora

Patrícia Ribeiro é mamãe 24h por dia de dois filhos maravilhosos e dedica seu raro tempo livre à compartilhar suas descobertas com outras mamães.



Comente!




*Campos obrigatórios