Atividades Físicas na Gravidez

Exercícios físicos melhoram a qualidade de vida da gestante e traz benefícios para o bebê

Artigo publicado por Patrícia Ribeiro nas categorias: Gravidez, Semana a Semana

Praticar atividade física na gravidez traz benefícios para mamãe e para o bebê. A prática de exercícios físicos na gestação trazem ainda bem-estar e podem até ajudar na hora do parto. Mas é preciso cautela: não é para se matricular na academia só porque o teste de gravidez deu positivo. Em primeiro lugar, é necessário conversar com o obstetra que fará uma avaliação da sua saúde e recomendará quais os melhores exercícios para você e quais os cuidados que se deve tomar em determinadas fases da gravidez.

prancha

A atividade física ajuda a grávida a ter melhor condicionamento físico, melhora do sistema cardiorrespiratório, previne dores na coluna, ajuda na hora do sono e auxilia também no controle do ganho de peso. Somente as grávidas que apresentam sangramento ou sofrem algum risco, como de aborto ou de parto prematuro é que não podem realizar a atividade física. Aquelas que têm pressão alta ou outro problema cardíaco também devem ter atenção redobrada.

Porém, não é qualquer exercício recomendado para as futuras mamães: é necessário escolher uma atividade leve, na qual a gestante se identifique, porque fazer um exercício que a desagrade só vai trazer aborrecimentos. Portanto, esqueça atividades de maior impacto.

Depois de escolhida a prática que irá realizar, é recomendado que a grávida tenha sempre a supervisão de um profissional de educação física, que irá orientar sobre o tempo que se deve realizar, postura adequada, respeitando sempre os limites físicos da mamãe.

Para aquelas mulheres que já eram adeptas de alguma atividade física antes da gestação, durante os nove meses podem continuar a praticar o exercício a que estavam acostumadas, mas deverão sempre fazer as adaptações necessárias, porque o corpo passará por transformações e a capacidade cardiorrespiratória pode diminuir.

Moderação em primeiro lugar

flexão de braço

No decorrer da gravidez, a mulher deve reduzir o tempo de exercícios, porque a barriga começa a atrapalhar e o condicionamento físico pode ter uma queda. Os especialistas advertem que, em qualquer fase da gestação, se a mamãe sentir algum desconforto, como falta de ar, tontura ou ainda sentir alguma contração deve parar imediatamente e, se necessário, procurar ajuda médica.

Quais as atividades físicas recomendadas?

São os exercícios mais leves, como caminhada, hidroginástica, ioga, de preferência com a orientação de um profissional especializado.  O ioga deve ser ministrado por um professor que seja especializado na prática para gestantes: são exercícios importantes para a respiração e para o fortalecimento do assoalho pélvico.

Comece aos poucos e sempre respeite seus limites, principalmente quando o barrigão aparecer.

E depois do nascimento do bebê?

O médico irá orientar quando a mulher pode voltar a realizar alguma atividade física depois do parto. Se for normal, não demorará muitos dias para que ela possa voltar à ativa. Mas, se for cesárea, a recomendação é que ela não se exercite por pelo menos 40 dias.

Comece moderadamente e dê preferência para caminhadas, ioga ou hidroginástica. Depois que seu bebê completar um mês, já é possível fazer algum passeio com ele de carrinho pelas ruas de seu bairro ou em um local aberto com muito verde.

Aprofundando no Assunto

Para se ter um resultado positivo é necessário ter um bom treinamento, um bom guia de exercícios e atividades a serem exercidas. Um programa que tem sido bastante recomendado é o da Mamãe em Forma, que possui um programa para a mulher entrar em forma durante e após a gravidez de maneira saudável e sem prejudicar o bebê. Se quiser saber mais informações acesse o link abaixo, que possui boas recomendações e uma ideia mais detalhada sobre o programa.

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.