Castigo Educativo

Como usar o castigo de forma eficiente na educação das crianças

Artigo publicado por Patrícia Ribeiro nas categorias: 1 a 2 Anos, 2 a 3 Anos, 3 a 4 Anos, 5 a 6 Anos, Até 1 Ano, Bebês, Crianças

Vara de marmelo, palmatória, quarto escuro e chapéu de burro eram algumas das técnicas bastante utilizadas no século passado para a educação das crianças. Hoje em dia, se você conversa com alguns pais sobre isso eles vão achar um absurdo, retrogrado e ultrapassado. Até mesmo a justiça com o auxilio dos conselhos tutelares vem fiscalizando os maus tratos com as nossas crianças.

Mas, será que isso realmente mudounos dias de hoje? Talvez os objetos utilizados, alguns pais e educadores conscientizados, mas deve ser só. Ainda se vê muita notícia de abusos e maus tratos contra crianças, estatisticamente falando, na maioria das vezes essas insanidades são cometidas pelos pais com o intuito de “educar”. Porém, o que se ensina batendo ou castigando uma criança? Definitivamente, com violência, nada!

castigo

“Castigos” saudáveis para as crianças

  • Olhar nos olhos do seu filho quando lhe impuser um castigo. Faça tudo olhando para ele e exija que o mesmo olhe para você.
  • Dizer “não” de modo firme, convincente. Não precisa alterar o tom de voz, basta dizer de maneira firme e confiante, assim, será mais fácil da criança acreditar e entender o que pode e o que não pode.
  • Sugerir que pense sobre o acontecido. É importante conversar com a criança e pedir para que pense sobre o que fez, do por que de determinada atitude e comportamento não pode ser feito.
  • Retirar algum brinquedo ou diversão da agenda. Caso a criança insista no erro, retire algo que ela gosta por alguns dias, explique o porquê disso e que em alguns dias ela terá de volta desde que se comporte bem.

O que não fazer ao corrigir uma criança

criança de castigo

  • Não deixar que outras pessoas da família desautorize sua ordem. É comum ver avós ou tias dizendo para deixar pra lá, voltar atrás na sua imposição, mas, não deixe isto acontecer. Sua ordem deve ser cumprida pela criança independente de quem esteja por perto.
  • Pense no que irá dizer proibir ou coibir, para nunca voltar atrás em suas palavras. É importante cumprir o que diz a criança para que a mesma comece a compreender os fatores de limite e obediência.
  • Jamais use de agressividade. A criança não irá aprender o que você falar se estiver usando de violência. Ela poderá sentir medo e se comportar por alguns dias, porém em nada irá ajudar na formação de seu caráter e de suas futuras escolhas em relação ao que se deve fazer ou não.

A melhor forma de educar uma criança é com base no carinho, amor e confiança. Devemos ao máximo nos controlar para não dar nem aqueles famosos tapinhas no bumbum ou na mãozinha dizendo que não pode isso ou aquilo. Diga firma, afaste a mão se necessário e depois a pegue no colo, abrace e beije. Nunca se esqueça de valorizar tudo de positivo que seu filho fizer. Elogie, bata palma, diga palavras encorajadoras. Estas atitudes sim farão com que ele queira acertar cada vez mais para ser recompensado com todo este carinho.

Patrícia Ribeiro

Autora

Patrícia Ribeiro é mamãe 24h por dia de dois filhos maravilhosos e dedica seu raro tempo livre à compartilhar suas descobertas com outras mamães.



Comente!




*Campos obrigatórios