Como Dar Remédio para a Criança?

Acompanhe algumas dicas para facilitar o procedimento

Artigo publicado por Patrícia Ribeiro nas categorias: 1 a 2 Anos, 2 a 3 Anos, 3 a 4 Anos, 5 a 6 Anos, Até 1 Ano, Bebês, Crianças, Recém Nascidos

Quando o bebê adoece, a mãe fica bastante preocupada: febre, diarreia, dor de ouvido ou outro sintoma deixa a criança caidinha, sonolenta, ou seja, sem ânimo para nada. Apesar das preocupações, a mãe não pode demonstrar que está triste perto do filho: esteja sempre animada, mostrando que é só um momento ruim, que vai passar rápido.

remédio para bebê

Um momento que é bastante difícil é dar os remédios para a criança: algumas vezes elas travam a boca, cospem o medicamento e não aceitam de jeito nenhum. O que fazer? Acompanhe algumas dicas:

  • Os remédios, mesmo as vitaminas, para bebezinhos geralmente vêm em gotas. Na hora de dar o medicamento, evite pingar as gotas na boca da criança. Prefira uma colher, pois fica mais fácil fazer a contagem exata.
  • Para ficar mais fácil de dar o remédio para o bebê, segure-o, apoiando a cabeça dele em seu antebraço, levemente inclinado. Despeje aos poucos o medicamento no canto da boca do bebê para que ele não engasgue ou cuspa.
  • Se o bebê estiver muito agitado peça ajuda de alguém para segurar os bracinhos. Se você estiver sozinha, envolva-o firmemente em uma manta.
  • Alguns medicamentos acompanham uma seringa com a dose indicada de acordo com o peso da criança. Coloque sempre a dose de acordo com o peso do bebê, não aumente por conta própria. Na hora de dar o remédio, posicione a seringa bem no cantinho da boca do bebê e vá liberando o medicamento aos poucos.

remédio para o bebê

  • Se o bebê não aceita o remédio e começa a ficar irritado com a situação, mantenha a calma. Tente novamente mais tarde.
  • Quando o pediatra prescrever o remédio, pergunte se é possível misturá-lo a algum suco ou até mesmo na papinha do bebê.
  • Se precisar pingar colírio, envolva o bebê em um xale ou manta, incline-o um pouco e pingue a gotinha no cantinho do olho dele.
  • Para crianças maiores: converse com ela e diga que é muito importante que ela tome o medicamento. Mas nada de falar que é gostoso, porque a criança pode se sentir enganada. Depois que ela tomar, demonstre que você ficou contente por ela ter colaborado.
  • Nunca faça trocas com a criança para que ela tome algum remédio. Ela pode se acostumar com a situação e todas as vezes pedirá algo em troca.

Recomendações importantes

  • Só dê medicamentos que foram prescritos pelo pediatra a criança. Não aceite indicações de outras pessoas. Dependendo da situação, o remédio pode piorar o quadro da criança ou mascarar alguma doença.
  • Quando o médico prescrever algum remédio, não leve dúvidas para a casa: pergunte para quê serve, quais os efeitos, qual a dose que você deve dar para seu filho, quantas vezes ao dia e por quantos dias.
  • Verifique sempre se o medicamento ainda está na validade. Leia atentamente a bula.

Na hora de guardar

-Guarde os remédios longe do calor ou umidade, por isso não é recomendado guardá-los no armarinho do banheiro. Mantenha sempre o medicamento na caixinha, juntamente com a bula para que você possa consultá-la outras vezes.

Patrícia Ribeiro

Autora

Patrícia Ribeiro é mamãe 24h por dia de dois filhos maravilhosos e dedica seu raro tempo livre à compartilhar suas descobertas com outras mamães.



Comente!




*Campos obrigatórios