Como Importar Roupas para Bebê

Se você tem paciência para esperar, compre as roupas do seu bebê pela internet e tenha vantagens.

Artigo publicado por Patrícia Ribeiro nas categorias: Dicas

Você que é mamãe sabe muito bem o quão caras são as roupinhas de bebês, mesmo sendo tão pequenininhas. Por isso, uma boa opção tem sido importar roupas para bebês, tanto da China quanto dos Estados Unidos que, mesmo após o aumento do dólar, continuam valendo a pena porque nesses países há bem menos impostos sobre esses produtos. Além disso, se você precisa de um novo empreendimento, pode ser uma ótima ideia revender as roupinhas para fazer uma renda extra. No entanto, você precisa saber de algumas coisas importantes para não ter problemas durante a importação:

como-importar-roupas-para-bebe

Comprar da China

Como sabemos, a China é famosa pelos seus preços baixíssimos e a qualidade dos produtos está melhorando a cada ano. Portanto, se o seu objetivo é economizar, essa é a melhor opção. Para tanto, conheça o site da AliExpress (www.aliexpress.com), que já está na sua versão em português, sendo muito fácil comprar através dele. As compras podem demorar entre 30 e 60 dias para chegar, sendo assim, escolha tamanhos maiores para o seu bebê, ou ele poderá perder todas as roupinhas encomendadas. A outra vantagem desse site é que a maioria dos produtos tem frete gratuito para o Brasil, o que torna as roupas ainda mais baratas.

Lojas Virtuais dos Estados Unidos

Existem várias lojas virtuais norte-americanas que vendem roupas para bebês com preços ótimos. As mais conhecidas são: Target, Babies R Us, Amazon, Carters, Children’s Place, Gymboree, Hart Strings, Gap e Ralph Lauren.

A maior parte dessas lojas faz entregas para o Brasil, e com preços vantajosos. Além disso, muitos apresentam bons descontos e preços em Real, mesmo nas roupas de marca conhecidas globalmente. Então, se você quer o seu pequeno vestido com roupinhas de grife, pesquise nas lojas acima e deixe-o lindo e chique!

Como-Importar-Roupas-para-Bebê1.j

Shipito

Alguns sites não fazem entregas para o Brasil e, para isso, você precisará acessar um redirecionador: o Shipito. Ele funciona da seguinte maneira: ele te fornecerá um endereço do país em que você fizer as compras para que essas sejam entregues nele. Então, elas serão redirecionadas para o seu endereço brasileiro por uma pequena taxa de serviço.

Compras em Todo o Mundo

E se você não se contentar com os modelos de roupas encontrados nos sites recomendados, acesse o Ebay, que é uma espécie de Mercado Livre que contém lojas do mundo todo. Desse modo, você encontra de tudo, inclusive as roupas de bebês. Assim como no Mercado Livre, você tem acesso à confiabilidade do vendedor e pode fazer perguntas diretamente a ele. Contudo, antes de fazer as suas compras, verifique o prazo de entrega e o modo de pagamento.

Precisa de ajuda?

A mamãe Heloise Miotto sofreu muito quando começou a comprar roupinhas no exterior. De produtos não entregues à taxas absurdas, ela decidiu se organizar, aprendeu tudo sobre importação de ítens relacionados à bebês e crianças e hoje ela consegue economizar 70% do valor que ela pagaria aqui no Brasil. Para ajudar outras mamães, ela criou o seu próprio site com toda as informações, lojas e melhores ítens para importar. Quer conhecer o site da Helo?

Os Impostos São Altos?

Antes de fazer o pagamento, verifique o valor dos impostos, que podem ser muito altos, o que faz as suas compras não valerem a pena se o seu propósito for economizar. Eles são cobrados de acordo com o volume das embalagens, então, se a sua compra for grande, tente dividi-la para não ter que pagar mais caro.

E mais: assim que a mercadoria chega ao Brasil, a Receita Federal tributa, em alguns estados, mais 60% sobre o valor das compras, além de 18% de ICMS. E você ainda deve estar atenta ao limite de US$50 por pacote ou caixa. Portanto, faça os cálculos antes de fazer as suas encomendas, que podem custar bem mais que fazê-las por aqui.

Patrícia Ribeiro

Autora

Patrícia Ribeiro é mamãe 24h por dia de dois filhos maravilhosos e dedica seu raro tempo livre à compartilhar suas descobertas com outras mamães.



Comente!




*Campos obrigatórios