Como Lidar com os Amigos Imaginários de seu Filho

Ter amigo imaginário é normal durante o crescimento da criança: saiba como lidar

Artigo publicado por Patrícia Ribeiro nas categorias: 3 a 4 Anos, Crianças

Seu filho anda falando sozinho e quando você pergunta com quem ele está falando ou o que ele está fazendo ele responde que está conversando com seu amigo? Calma mamãe! Seu pequeno tem um amigo imaginário e está interagindo com ele!

amigo imaginário

O que são os amigos imaginários de seu filho

A maior parte das crianças dos 3 aos 7 anos passa por essa experiência e a maior parte dos adultos se lembra delas: ter um amigo imaginário. Depois de um certo tempo, eles simplesmente somem, não é mesmo?!

Os amigos imaginários de seu filho podem ter qualquer forma: podem ser invisíveis ou podem ser objetos que fazem parte do seu dia a dia como, por exemplo, o seu brinquedo favorito. Seu filho pode conversar com ele, dialogar e até passar horas brincando ou discutindo. Seja como for, não entre em pânico mamãe! Ter um amigo imaginário é normal e ainda faz bem para seu filho!

A partir dos 3 anos, a criança começa a desenvolver algumas singularidades em sua personalidade e se deparar com situações que são novas. Elas começam a perceber, por exemplo, alguns sentimentos que vão acompanhá-la por toda a vida e que são naturais como: medo, ansiedade, tristeza, alegria e amor. Além disso, elas começam a ter noções de responsabilidades e seus próprios limites, muito aguçadas pela curiosidade que é nata a toda criança.

É aí que entra o amigo imaginário: em seu próprio mundo ele está sempre ao seu lado, participando dos acontecimentos e acompanhando-o nesse novo mundo que se apresenta.

Observe como seu filho se relaciona com o amigo imaginário

Observar como seu filho trata seu amigo imaginário é uma excelente forma de aprender mais sobre sua personalidade e o que se passa em sua cabeça.

Para o seu filho, o amigo imaginário é um igual: normalmente também é criança como ele e está passando pelas mesmas situações que ele passa. Não raras vezes, o amigo imaginário é visto como um amigo que não sabe ainda tanto quanto seu filho, que precisa de conselhos, por exemplo.

Isso acontece, pois ter um amigo imaginário faz parte do processo de criação e conhecimento de sua própria personalidade, pela qual seu filho está passando nessa fase. Dessa forma, você poderá analisar a forma como ele está lidando com essa nova fase de sua vida.

Saiba quando o amigo imaginário pode prejudicar seu filho

Se o seu filho prefere a solidão com o amigo imaginário do que com amigos reais ou evita contato físico, fique atento: o amigo imaginário pode significar mais do que apenas criação de personalidade e novas descobertas, ele pode ser a fuga criada pelo seu filho para fugir das dificuldades que ele enfrenta.

Caso a criança também não reconheça seus erros, culpando sempre a seu amigo imaginário, é necessário também atenção, pois ele está se desviando das responsabilidades e conseqüências de seus atos.

amigos reais

Afrontar ou não o amigo imaginário de meu filho?

Se seu filho tem um amigo imaginário, entenda que isso é natural: não diga a ele que o amigo não é real, pois isso apenas trará confusão para a criança. Aproveite para entender melhor como seu pequeno pensa e como ele está lidando com o próprio crescimento. Um dia o amigo imaginário irá embora, sozinho.

Patrícia Ribeiro

Autora

Patrícia Ribeiro é mamãe 24h por dia de dois filhos maravilhosos e dedica seu raro tempo livre à compartilhar suas descobertas com outras mamães.



Comente!




*Campos obrigatórios