Corrimento Durante a Gravidez é Normal?

É comum que haja corrimentos vaginais mais intensos durante a gravidez, mas é preciso saber quando é preciso procurar um médico.

Artigo publicado por Patrícia Ribeiro nas categorias: Gravidez, Problemas

Durante a gravidez, há um aumento do fluxo sanguíneo na região vaginal, o que causa a maior quantidade de secreção da vagina, conhecida cientificamente como leucorreia. Entretanto, não se preocupe, pois na maior parte dos casos, ela é bem comum. Porém, se vier acompanhada por coceira, mau cheiro, desconforto ou com uma cor voltada para o marrom, procure imediatamente o seu ginecologista obstetra para sanar qualquer problema de saúde que poderá prejudicar tanto a você quanto ao seu bebê. Portanto, conheça mais sobre o corrimento durante a gravidez e tranquilize-se.

corrimento-durante-a-gravidez-e-normal

O Que é o Corrimento Vaginal

O corrimento vaginal denominado fisiológico, ou seja, aquele comum, tem o aspecto leitoso e não possui cheiro. É formado por células mortas localizadas na vagina, secreção de muco e bactérias da flora vaginal naturais. Quando sua quantidade está nos limites da normalidade, é de 1 a 4 ml de volume diário e tem a função de lubrificar, umedecer e manter a vagina limpa, o que dificulta o aparecimento de infecções e de inflamações.

Por ser estimulado pelo estrogênio, hormônio feminino que aumenta durante a gravidez, geralmente as mamães têm um aumento da sua produção. Além disso, ela é aumentada devido ao maior fluxo sanguíneo na região vaginal. Durante a gestação, é comum que o corrimento aumente a cada mês, sendo que no terceiro trimestre, o seu volume se torna intenso, o que pode causar certo desconforto e constrangimento em algumas mulheres. Entretanto, se esse for o seu caso, evite usar tampões internos ou aumentará o risco de infecções ginecológicas.

Cuidados Com os Corrimentos

Se os corrimentos não forem bem higienizados, há riscos de contaminação, infecções e inflamações, o que não é nada saudável para você e o seu bebê. Para tanto, prefira os sabonetes neutros, sem perfume ou bactericidas e, durante a higiene, evite lavar a parte de dentro da vagina. Nunca faça a ducha vaginal, mesmo após ter tido relação sexual, escolha calças largas ou saias e não use absorventes internos. Para evitar constrangimentos, use protetores diários e tenha sempre calcinhas extras na bolsa.

Como Evitar Doenças Com os Corrimentos

Se você se sentir muito incomodada com os corrimentos vaginais, existem algumas maneiras de tentar reduzi-los: ingira iogurtes ou bebidas com lactobacilos vivos que, apesar de não serem comprovadamente eficazes, vale a pena tentar. Além disso, reduza a ingestão de alimentos cítricos para não ter sintomas de candidíase, passe o papel higiênico somente no sentido da vagina para o ânus, reduza a ingestão de açúcar refinado e, se você fuma, pare imediatamente, não apenas pelo corrimento, mas pelo bem da sua criança.

Está Saindo Uma Secreção Muito Estranha

Se você está no final da gravidez, é comum que o corrimento se torne mais volumoso e com aspecto gelatinoso e inclusive, com poucos traços de sangue. Esse é o chamado tampão mucoso, ou seja, uma camada de muco que literalmente tampa o útero internamente. Apesar dessa saída do muco ser normal, algumas mulheres não o apresentam. Outra dica: embora este seja uma pista de que o colo uterino esteja se preparando para o parto, não significa que o trabalho começará nesse momento, afinal, o tampão poderá se regenerar e reaparecer após uma semana, novinho em folha!

Patrícia Ribeiro

Autora

Patrícia Ribeiro é mamãe 24h por dia de dois filhos maravilhosos e dedica seu raro tempo livre à compartilhar suas descobertas com outras mamães.



Comente!




*Campos obrigatórios