Dicas de Alimentação na Gravidez

Tenha um cardápio balanceado para garantir sua saúde e a do seu bebê

Artigo publicado por Patrícia Ribeiro nas categorias: Alimentação, Saúde

Todo mundo sabe como é importante ter uma alimentação completa e balanceada. Mas saiba que essa regra deve ser seguida à risca pelas gestantes, para que ela esteja saudável e bem disposta durante os nove meses e garanta todos os nutrientes para o desenvolvimento de seu bebê.

Mas a tarefa não é fácil! A mulher fica com mais fome, mais sensível e muitas pessoas têm a ideia que a grávida deve comer por dois.  É preciso ter disciplina e para aquelas que são desregradas com a alimentação, quem sabe a gestação não é um bom momento para mudar velhos hábitos?

A primeira dica é fazer pequenas refeições ao longo do dia para que as porções não sejam grandes, diminuindo assim o risco de azia, indigestão ou outro incômodo.  Não fique muito tempo sem comer porque o bebê precisa receber nutrientes constantemente.

Cardápio Variado

alimentos frescos

A alimentação na gestação deve ser a mais variada possível, bem colorida (para abranger todos os grupos de alimentos) e não pode faltar frutas, legumes, verduras, cereais, carnes e, é claro, muita água.

A gestante também deve consumir muito cálcio encontrado no leite, iogurtes e queijo. Os laticínios participam da formação óssea do bebezinho. Dê preferência para leite e iogurtes desnatados e queijos menos gordurosos. Carnes e alimentos do grupo das leguminosas, como feijão, ervilha e lentilha garantem o suprimento de ferro para a futura mamãe. Quantos às carnes, prefira as assadas ou grelhadas e evite as frituras.

A dupla perfeita arroz e feijão também é bem-vinda na gestação, principalmente se o arroz for integral.

O ácido fólico é muito importante para o bebê porque ajuda no desenvolvimento do tubo neural. Ele pode ser encontrado nas folhas verde-escuras, como espinafre, rúcula e couve.

Alimentos Proibidos

Alguns alimentos não devem ser consumidos na gravidez, como carnes, peixes e frutos do mar crus que podem trazer contaminação à mãe. O mesmo vale para frutas e verduras mal lavadas. A precaução é importante para evitar doenças, principalmente a toxoplasmose que traz riscos, podendo causar malformações para o bebê. Álcool está proibido porque pode ocasionar sérios riscos ao bebê. Café e chocolate podem ser consumidos com bastante moderação.

Suplementos Vitamínicos

Na gestação, o médico irá prescrever alguns suplementos de vitaminas, principalmente o ácido fólico para garantir o desenvolvimento saudável do bebê. Mas não tome vitaminas por conta própria! Converse sempre com seu obstetra para não prejudicar a sua saúde e a de seu filho.

alimentos recomendados

E se a mulher for acostumada a fazer dietas, deve esquecer esse hábito na gestação mesmo que os quilinhos a mais estejam incomodando. A dieta pode ocasionar a falta de algum nutriente importante para o bebê.  O ideal é ter uma alimentação equilibrada, evitando o excesso de sódio, gordura e açúcar.

Na gravidez, a mãe ganha de 9 a 13 quilos que, se forem obtidos com alimentos saudáveis e de qualidade são perdidos rapidamente depois do nascimento do bebê.

Se surgir o desejo por algum alimento não precisa se controlar, é só consumir com moderação, porque na gravidez a mulher precisa receber alguns agrados de vez em quando!

Para as mamães que não conseguem controlar a fome e ansiedade é recomendado entrar em um ritmo de atividades físicas para não engordar demais na gravidez e depois não conseguir voltar ao peso ideal após a gestação. Dêem uma olhada no programa Mamãe em Forma que tem ajudado muitas mulheres a perder peso de forma saudável e sem prejudicar o bebê. CLIQUE e saiba mais.

Esperamos ter ajudado com essas dicas. Beijos mamães!

Patrícia Ribeiro

Autora

Patrícia Ribeiro é mamãe 24h por dia de dois filhos maravilhosos e dedica seu raro tempo livre à compartilhar suas descobertas com outras mamães.



Comente!




*Campos obrigatórios