Em que Casos a Grávida Deve Fazer Repouso Absoluto?

Medida é importante para garantir o bom andamento da gravidez

Artigo publicado por Patrícia Ribeiro nas categorias: Gravidez, Problemas

Ficar grávida é o sonho de muitas mulheres, que ficam ansiosas para ver a barriga crescer e exibir por aí. Mas, em muitos casos, a gestante deve seguir a recomendação médica de ficar em repouso absoluto, o que provoca muita preocupação e desânimo na futura mamãe que tem que ficar quietinha em casa.

Muitas gestantes trabalham e não esperavam ter que deixar o emprego ainda no meio da gravidez. Outras querem sair para resolver tudo, como os itens do quartinho e enxoval do bebê, por isso é tão difícil ter que ficar em repouso. Em primeiro lugar, a mulher deve pensar que seguir a recomendação de repouso é essencial para garantir sua saúde, do bebê e para que a gravidez transcorra até o final sem nenhum problema, como um aborto ou parto antes do tempo.

gravidez repousada

Quem Deve Fazer Repouso Absoluto?

Em quais casos a gestante deve fazer repouso absoluto? O médico pode fazer essa recomendação quando a grávida apresenta placenta prévia, ou seja, ela se acomoda no colo do útero e não aguenta “segurar” o bebê. A medida também deve ser seguida por mulheres que apresentam uma dilatação precoce do colo do útero e que já passaram por uma cirurgia chamada cerclagem, feita para corrigir uma dilatação do colo do útero.

Mulheres que apresentam problemas respiratórios ou do coração podem também ter que seguir a recomendação. Bem no início da gravidez, o repouso absoluto pode ser necessário para evitar um aborto espontâneo, caso a gestante tenha tido algum sangramento ou uma dor muito forte, por exemplo. No caso de gravidez múltipla, o repouso pode ser necessário nos últimos meses de gestação para evitar parto prematuro.

grávida repouso

Repouso absoluto significa ficar deitada e só se movimentar para tomar banho ou ir ao banheiro. É bem difícil seguir à risca, mas pense sempre na saúde do seu bebê. Aproveite para ler um livro ou assistir a um filme. O melhor é relaxar e ter paciência! E, para que o repouso não traga outros problemas de saúde, verifique se o colchão é adequado para não ficar com dor nas costas.

Mas nada de ficar muito ansiosa, pensando em problemas só porque o médico receitou repouso: se você tem dúvidas quanto a essa recomendação, tire todas as dúvidas com o obstetra.

Priorize o Descanso

 

Em situações menos críticas, a gestante também deve ficar em repouso, mas não ficar deitada o tempo todo. São casos em que a mulher deve priorizar o descanso e não se estressar. O médico irá especificar o que a mulher pode ou não fazer, como trabalhar, caminhar etc.. É o caso de mulheres com pré-eclâmpsia, que apresentam um aumento da pressão arterial e pode trazer riscos para mamãe e bebê.  No comecinho da gravidez, algumas mulheres que sofrem com vômitos e enjoos também devem descansar.

Mas nunca adote o repouso absoluto por conta própria. Se você está sentindo algum desconforto, como tontura ou se sente muito cansada, converse com o seu médico: só ele pode decidir se a medida é necessária para o seu caso.

Patrícia Ribeiro

Autora

Patrícia Ribeiro é mamãe 24h por dia de dois filhos maravilhosos e dedica seu raro tempo livre à compartilhar suas descobertas com outras mamães.



Comente!




*Campos obrigatórios