Exames do Recém-Nascido

Veja os testes que são realizados nos primeiros dias de vida do bebê

Artigo publicado por Patrícia Ribeiro nas categorias: Bebês, Recém Nascidos

Na maternidade, além do exame clínico que o pediatra realiza no recém-nascido logo após o parto, são feitos alguns testes para detectar problemas ou malformações que podem comprometer o desenvolvimento físico e mental do bebê.

Dessa forma, caso ocorra algum diagnóstico positivo para alguma doença, o tratamento já pode ser iniciado, com maior garantia de sucesso nos resultados, evitando, em muitos casos, sequelas irreversíveis.

Alguns testes são obrigatórios, como o do pezinho e da orelhinha, e outros podem ser requisitados, como o do olhinho e do coraçãozinho.

teste do pezinho

Teste do pezinho

É realizado na própria maternidade ou no posto de saúde após 48 horas do nascimento. É retirada uma amostra de sangue do calcanhar do bebê e o exame básico detecta doenças metabólicas, como:

  • -Fenilcetonúria: deficiência no metabolismo da fenilalanina, que caso se acumule no organismo pode causar retardo mental. No bebê, ela só se manifesta a partir dos sexto mês. Apesar de não ter cura, pode ser controlada com dieta específica.
  • - TSH ou T4: aponta o hipotireoidismo congênito, caracterizado pela insuficiência do hormônio da tireoide, que atua no sistema nervoso. Pode afetar o desenvolvimento da criança e causar retardo mental. O tratamento é feito com hormônio.
  • - IRT: aponta fibrose cística, que lesiona pulmões (com acúmulo de muco) e pâncreas, podendo provocar desnutrição e morte.  Não tem cura, mas pode ter os sintomas minimizados.
  • - Eletroforese de hemoglobina: aponta doenças sanguíneas, como a anemia falciforme, que dificulta a circulação, atacando os órgãos. Também não tem cura, mas o tratamento minimiza os efeitos da doença.
  • Existe também o teste do pezinho ampliado, mas ele não é gratuito. Nesse caso, é necessário solicitá-lo e pagar uma taxa. Ele detecta até 30 doenças, como toxoplasmose, hiperplasia congênita da supra-renal, galactosemia e deficiência da biotinidase.

Antes de realizar o teste do pezinho, a mãe deve amamentar o bebê. Saiba mais sobre o teste do Pezinho.

Teste da orelhinha

Também chamado de triagem auditiva neonatal. É feito no segundo ou terceiro dia de vida, ainda na maternidade, e avalia a audição do recém-nascido. É feito com um tipo de fone, colocado no ouvido do bebê e conectado a um computador. Pode detectar deficiências auditivas que podem influenciar no aprendizado da linguagem. Saiba mais sobre o teste da Orelhinha.

Teste do olhinho

Também conhecido como teste do reflexo vermelho pode detectar doenças oculares, como catarata congênita, glaucoma, retinopatia da prematuridade, retinoblastoma, cegueira, dentre outras. Muitos desses problemas, quando detectados precocemente, têm correção. É realizado com um aparelho que emite luz e, nos olhos saudáveis, produz um reflexo vermelho que vem das pupilas. É feito ainda na maternidade. Saiba mais sobre o teste do Olhinho.

recém nascido

Teste do coraçãozinho

Chamado de oximetria de pulso pode diagnosticar cardiopatias e salvar a vida dos bebês. É um exame simples, rápido e indolor. É feito com um tipo de pulseira (na mão direita e em um dos pés do recém-nascido) que verifica o nível de oxigênio no sangue do bebê: se o nível estiver abaixo de 95% pode apontar o risco de defeito no coração. Caso seja detectada alguma alteração, o bebê realiza outros exames.

A detecção precoce de algumas cardiopatias é importante para a realização de cirurgias rápidas e acompanhamento de cardiologista. Saiba mais sobre o teste do Coraçãozinho.

Esses foram alguns dos exames mais importantes que devem ser realizados em recém-nascidos para garantir a sua saúde. Esperamos que o nosso artigo possa ter ajudado.

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.