Gases na Gravidez: Como Evitar?

Os gases são resultado de uma digestão mais lenta causada pelo aumento do hormônio progesterona. Saiba como evitá-los.

Artigo publicado por Patrícia Ribeiro nas categorias: Gravidez, Problemas

Além dos famosos enjôos, vômitos e vontades loucas, há um sintoma bastante constrangedor durante a gravidez: as flatulências. Pois é, longe daquele glamour de ficar com a barriga linda, os cabelos brilhantes e a pele macia que também são ocasionados pelo aumento da progesterona, está o maior relaxamento dos órgãos internos, que provoca os gases. Para não passar por tantas situações constrangedoras, saiba como evitar os gases na gravidez:

gases-na-gravidez

Por Que Tenho Tantos Gases?

Todo ser humano necessita expelir no mínimo 1,5 litro de gases diários, seja em forma de flatulências ou do popular arroto, conhecido cientificamente por eructação. Porém, como a mamãe, no início da gravidez, produz mais progesterona, hormônio responsável por segurar o bebê, os tecidos do sistema digestivo ficam mais relaxados. Essa lentidão também causa os famosos enjôos nos primeiros meses da gravidez.

Embora sejam mais comuns nas primeiras semanas de gestação, os gases podem acompanhar toda a gravidez, sendo uma reação normal. Às vezes, ainda vêm acompanhados pela sensação de estufa, quando a barriga parece estar ainda maior que parece, e de dores nas barrigas, ou seja, cólicas.

Melhore a Sua Digestão

Como os gases resultam da digestão mais lenta, temos que cuidar dela para acabar com esse constrangimento. Para tanto, mastigue bem os alimentos, afinal, quando comemos rapidamente, a digestão é de má qualidade. Dessa forma, sente-se e coma calmamente, mastigando e sentindo o sabor de cada alimento. Além disso, invista no fracionamento das refeições, que devem ser divididas em pelo menos 5 com pequenas quantidades de alimentos saudáveis e não industrializados.

Outros alimentos que devem ser evitados para não ter gases são os doces, as frituras, o leite e seus derivados, os feijões, as lentilhas, a couve, a cebola, a batata doce, o alho, as bebidas gaseificadas e os alimentos adoçados com sorbitol.

Exercícios Leves

Além de melhorar a alimentação, faça exercícios leves como caminhadas, hidroginástica, Yoga ou Pilates para auxiliar na digestão. Se preferir, há academias especializadas em lidar com grávidas, o que pode ser um ótimo exercício para as mamães. Entretanto, antes de iniciar qualquer atividade física, é muito importante que você converse com o seu obstetra para ser liberada após os devidos exames, afinal, você não quer prejudicar o seu bebê, não é mesmo?

Tratamento Caseiro

Feitas com produtos naturais, as receitas caseiras usadas pela sua bisavó, avó e mãe podem ser bastante úteis contra os gases durante a gravidez. Para tanto, invista em chás que auxiliam na digestão como o de erva-cidreira, que também te deixará bem calma e relaxada. Para fazer esse chá, coloque 2 colheres da erva em uma xícara de água fervente. Tampe-a com o pires e espere por 10 minutos. Côa e beba o chá 3 vezes ao dia. Agora, se os gases vierem acompanhados por dores intensas na barriga e desconforto abdominal, faça um chá de funcho. Evite ingerir medicamentos, principalmente sem a orientação médica.

Roupas Apertadas? Só Quando o Bebê Nascer!

Além de desconfortáveis para você e para o seu bebê, as roupas apertadas poderão aumentar sua flatulência, afinal, apertarão a sua barriga, ou seja, o seu intestino. Dessa forma, prefira calças e saias específicas para gestantes com elástico na barriga e batas. Vestidos largos também são muito bem vindos!

Patrícia Ribeiro

Autora

Patrícia Ribeiro é mamãe 24h por dia de dois filhos maravilhosos e dedica seu raro tempo livre à compartilhar suas descobertas com outras mamães.



Comente!




*Campos obrigatórios