Grávida Pode Comer Carne Malpassada?

O consumo de carne sem a preparação adequada pode ser um risco para a saúde da mamãe e do bebê.

Artigo publicado por Patrícia Ribeiro nas categorias: Alimentação, Doenças, Gravidez, Problemas, Saúde

Dentre tantas dúvidas e procedimentos que se deve adotar ou evitar durante a gravidez, esse é um dos mais ignorados pelas gestantes. Isso porque a maioria das mulheres não se preocupa efetivamente em ter maiores cuidados com a própria dieta nesse período, mantendo os mesmo hábitos alimentares ou apenas eliminando alguns excessos. Mas essa é uma questão que deve ser observada e se trata de uma informação valiosa para as gestantes, que pode evitar problemas e riscos ao bebê e à própria mãe.

grávida cozinhando

Principais riscos

  • A carne malpassada seja de boi, porco, frango ou peixe (principalmente cru) pode ser sim prejudicial no período da gravidez. Como a maioria de nós já sabe, carnes sem o devido cozimento ou preparação podem conter muitos microrganismos indesejados, como a bactéria da salmonela ou o parasita que causa a toxoplasmose em humanos.
  • A presença desses elementos na carne é capaz de causar uma intoxicação alimentar na futura mamãe, e isso gera muitos inconvenientes e riscos durante os nove meses. Os sintomas da doença por si já serão um incômodo terrível, incluindo diarreia, vômitos e dores abdominais e de cabeça.
  • A mamãe perderá muito líquido, e muitas vezes é necessária a hospitalização e medicação antibiótica, o que não será nada bom para o bebê e para a gestante, em um período em que estará mais sensível do que o normal. Ainda sim, o sistema imunológico da mulher fica muito prejudicado pela concentração de esforço do organismo na manutenção da vida que cresce no útero, e qualquer problema pode ser agravado ou amplificado.

Não cuide apenas da carne

Lembramos que os microrganismos citados, além de outros que podem gerar doenças e problemas nas mamães, não estão apenas presentes na carne malpassada. Presunto, verduras mal lavadas, fezes e animais e outros podem levar o parasita ao corpo da mulher, sendo que os cuidados nessa fase devem ser redobrados. A atenção com a preparação dos alimentos e com a higiene devem se intensificar, e o ideal é que a mulher gestante não se alimente em bares e barracas na rua, já que o risco pode não valer à pena.

carne malpassada

Ações importantes

Há algumas atitudes que reduzem bastante os riscos de doenças desse tipo, e todas são bem simples e podem ser observadas todos os dias. Cortar a carne em tábua separada dos vegetais é uma dessas atitudes, evitando que os possíveis parasitas presentes na carne crua passe para os vegetais, que muitas vezes serão consumidos crus em salas e outros pratos.

O cozimento da carne deve ser por inteiro, e não apenas na parte de fora. Se por dentro a carne estiver rosada, ela deve voltar para o fogo. Em churrascos isso é muito comum, já que o calor assa a carne na parte de fora, e ela fica malpassada na parte de dentro. Ainda sim, lembre-se de lavar muito bem as mãos antes e depois de preparar os alimentos, especialmente se algum tipo de carne estiver envolvido, e verifique sempre a limpeza e isolamento dos alimentos dentro da geladeira.

Patrícia Ribeiro

Autora

Patrícia Ribeiro é mamãe 24h por dia de dois filhos maravilhosos e dedica seu raro tempo livre à compartilhar suas descobertas com outras mamães.



Comente!




*Campos obrigatórios