Gravidez: O que é o Líquido Amarelo?

O corrimento claro e inodoro é completamente comum nessa fase em que os hormônios estão a mil, mas se houver mau cheiro, procure o seu médico.

Artigo publicado por Patrícia Ribeiro nas categorias: Gravidez, Problemas

Durante a gravidez, o corpo feminino passa por diversas alterações, entre elas, a hormonal. Dessa forme, o mesmo corrimento que você tinha antes de engravidar, poderá ter agora que está grávida. Portanto, não se preocupe, pois normalmente ele é fisiológico, ou seja, produzido pelo próprio organismo devido ao excesso hormonal ou ao aumento do volume de sangue na região vaginal. Sendo assim, saiba exatamente o que é o líquido amarelo durante a gravidez, tirando todas as suas dúvidas:

gravidez-o-que-e-o-liquido-amarelo

O Que é o Corrimento?

O corrimento sem cheiro nada mais é que uma combinação de células mortas concentradas na região vaginal, secreção de muco e bactérias naturais contidas na flora da vagina. Geralmente, o seu volume diário é de 1 a 4 ml para que possa umedecer, limpar e lubrificar essa região tão delicada da mulher, evitando o aparecimento de infecções e inflamações.

E como ele estimulado pelo estrogênio, hormônio feminino, seu volume pode aumentar durante a gravidez. Entretanto, preste atenção principalmente ao cheiro, pois quando ele é muito forte, é sinal vermelho: hora de procurar o seu médico. Além disso, ele deve ser transparente, leitoso, branco e espesso.

Como Evitar os Corrimentos

Para evitar os corrimentos, alguns cuidados diários são necessários, como: utilizar sabonetes neutros e somente na parte externa da vagina; evitar as duchas vaginais, mesmo após as relações sexuais; dar preferência às calças largas ou às saias e não abusar dos absorventes internos.

Quando o Corrimento Gera Perigo?

Se perceber que o seu corrimento possui cheiro desagradável como o de peixe, está amarelado, esverdeado ou marrom, está espesso ou talhado demais, sente dores ou ardência quando vai ao banheiro ou mantém relações sexuais, sente coceira e/ou mudança repentina na consistência ou na aparência da secreção, marque uma consulta emergencial com o seu ginecologista para que ele verifique há algo de errado com a sua gravidez. Esses aspectos podem ser sinais de candidíase ou alguma outra infecção causada por bactérias e devem ser tratados o mais breve possível para não prejudicar a sua saúde e a do bebê.

Será Que Perdi o Tampão Mucoso?

Algumas mulheres perdem o tampão mucoso somente algumas horas antes do nascimento da criança, porém, também é comum que as grávidas o percam até 15 dias antes do parto. O tampão é resultado do depósito de secreções naturalmente produzidas pela vagina no colo do útero, que fica isolado da área externa para evitar a entrada de bactérias.

Então, nos últimos dias de gestação, com o colo do útero mais fino e o peso do bebê, o tampão se rompe e é expelido, demonstrando que o útero está quase pronto para o parto. No entanto, nem sempre a expulsão do tampão é sinal de que o bebê nascerá a algumas horas, mas ele deve estar associado a outros sintomas. Portanto, o mais indicado é telefonar para o seu médico para ter certeza.

O tampão pode ter várias aparências: pegajoso e claro como clara de ovo, passando despercebido como corrimento comum; gelatinoso como catarro ou pode haver um pouco de sangue em sua composição. Por isso, o mais adequado é pedir o auxílio do seu médico para identificá-lo com segurança.

Patrícia Ribeiro

Autora

Patrícia Ribeiro é mamãe 24h por dia de dois filhos maravilhosos e dedica seu raro tempo livre à compartilhar suas descobertas com outras mamães.



Comente!




*Campos obrigatórios