Imunoterapia para Crianças

A imunoterapia é um tratamento eficaz para crianças portadoras de alergias diversas, através da aplicação de vacinas

Artigo publicado por Patrícia Ribeiro nas categorias: Crianças

Muitas crianças apresentam alergia aos diversos alimentos, produtos, picadas de insetos ou exposição a poeiras, fungos e ácaros que compõem o ambiente onde vivemos. Cada tipo de alergia se manifesta de forma diferente no organismo da criança, apresentando sintomas diferentes e exigindo um tratamento próprio. A alergia mais comum em crianças é a alergia respiratória, manifestada através de crises de rinite alérgica e asma brônquica, notada especialmente quando a criança fica exposta a poeiras, fungos, ácaros ou mudanças de temperatura.

Para o tratamento de alergias respiratórias existem os mais variados medicamentos, sejam homeopáticos ou farmacêuticos e também adoção de hábitos para evitar exposição da criança aos agentes que causarão a alergia ou até mesmo aos ambientes onde eles estão presentes. No entanto, a imunoterapia ou vacina para alergia também está sendo bastante indicada pelos profissionais da área médica, pois se apresenta eficaz no tratamento e combate às alergias das crianças. imunoterapia

Como funciona

A imunoterapia é feita através da aplicação de vacinas em crianças. Essas vacinas podem ser aplicadas via injetável (injeções), intra-nasal e sub-lingual. O tratamento dura de 1 a 4 anos, dependendo do tratamento necessário e agente causador da alergia. A imunoterapia funciona no organismo de forma similar aos outros tipos de vacina: é introduzido ao organismo o agente causador da alergia, em doses mínimas, de forma a incentivar o próprio organismo a produzir resistência àquela substância. Com o passar do tempo, como o organismo possui imunidade para o agente causador da alergia, a pessoa não manifestará mais crises alérgicas. A quantidade de doses da vacina e o tempo de tratamento, bem como a forma de aplicação do material, dependerá de cada caso e da sensibilização que a pessoa possui com relação ao alérgeno (o agente causador da alergia). A imunoterapia é indicada para crianças que possuam:

  • Alergias respiratórias;
  • Alergias a picada de insetos;
  • Conjuntivite alérgica.

No entanto, crianças portadoras de alergias a alimentos, autoimunes, portadores de asma grave ou doenças psiquiátricas não podem fazer o tratamento. O tratamento inicia após realização de exame próprio para detectar reação alérgica aos mais variados alérgenos. Assim, a imunoterapia não é aplicada durante a gravidez, salvo exceção quando a mãe já estava fazendo o tratamento antes de engravidar. Se seu filho costuma apresentar quadro alérgico, leve ao Médico Alergista e peça o rastreamento. Posteriormente, ele indicará o tratamento adequado e lhe dirá se a imunoterapia é o mais indicado. Lembre-se: a aplicação das vacinas deve ser feito pelo próprio médico ou equipe preparada para evitar reação anafilática (reação alérgica severa, rápida e que em alguns casos leva ao óbito).

vacinação

 Quanto custa?

O valor das aplicações no tratamento de imunoterapia varia de acordo com o alérgeno e região do país. Apesar de ser um tratamento um pouco caro, ele pode valer a pena, pois desenvolverá resistência no organismo de seu filho por toda a vida.

Plano de Saúde cobre?

Alguns planos de saúde já cobrem a imunoterapia. No entanto, o mais comum é o plano cobrir a consulta médica. Quando for aderir a um Plano de Saúde verifique se é oferecido.

Patrícia Ribeiro

Autora

Patrícia Ribeiro é mamãe 24h por dia de dois filhos maravilhosos e dedica seu raro tempo livre à compartilhar suas descobertas com outras mamães.



Comente!




*Campos obrigatórios