O que Acontece com a Mulher Após a Chegada do Bebê?

Como retomar a feminilidade após a maternidade

Artigo publicado por Patrícia Ribeiro nas categorias: Gravidez, Parto

Vários fatores influenciam a personalidade, o lado emocional e até mesmo as condições físicas da mulher após ela se tornar mãe. Por mais desejado e planejado tenha sido o seu filho, não se culpe se houver algum nível de insatisfação na sua vida durante este período, por mais maravilhoso que você saiba e sinta que ele seja.

mãe e bebê

Bioquímica dos sentimentos após o parto

Biologicamente falando, seu corpo se acostumou a um ritmo e a uma bioquímica diferente durante estes 9 meses de gestação. Era mais sangue circulando, eram as taxas de alguns hormônios sempre elevadas, metabolismo mais lento que o normal… Assim que o bebê nasce isso tudo se modifica. Não há um tempo para a adaptação do organismo, pois tudo ocorre de forma rápida após o corte do cordão umbilical.

Esta queda hormonal, por si só, é responsável por um sentimento de desanimo, e às vezes, até sensação de tristeza. Juntando isso às novas responsabilidades para com o bebê a mãe e o instinto maternal irão falar mais alto (pelo menos por algum tempo) em detrimento da mulher que sempre existiu.

Retome sua feminilidade à medida do possível

Algumas mulheres apresentarão dificuldade em retomar as vivências que lhe eram peculiares antes de ser mãe. Na verdade, a linha imaginária que separa o papel de mãe e mulher parece muito tênue para quem está desempenhando. Elas podem se sentir culpadas de gastar um tempo cuidando de si mesmas, retomando as idas ao salão de beleza ou gastando com cosméticos ou roupas novas.

Este sentimento de culpa é normal. Você precisa saber que é um período de adaptação e que depois tudo retornará ao seu eixo. Entretanto, algumas mulheres passam por um sofrimento demasiadamente maior que a realidade demanda, aí sim é importante o cuidado e muitas vezes acompanhamento de especialista, afinal, sofrimento demais sem nenhuma “causa” aparente, seja físico ou emocional requer atenção.

mulher x mãe

É um mundo novo para a mãe e para o bebê, portanto todas as sensações diante deste desconhecido gera medo, desconforto, culpa… Não sinta vergonha ou receio em pedir para que aquelas pessoas próximas fiquem mais próximas de você e que entendam este momento mais que delicado. Pode parecer chover no molhado ter que dizer para o marido, sogra e alguns conhecidos de que o momento é delicado, que você está um pouco nervosa e estressada com coisas que não ficaria caso não estivesse passando pelo pós-parto, mas não é.

Estas pessoas literalmente desconhecem estas informações, quer por não saberem quer por influencia dos sentimentos que a chegada do bebê, de um novo membro da família suscitam nelas também. É uma verdadeira transformação coletiva onde quem mais “sofre” é a mãe/mulher. É um padecer no paraíso, como diz o ditado, que aos poucos vai se tornando um renascer no paraíso e quando menos esperar já estará dando pulos de alegria e só felicidade neste mesmo paraíso que antes não parecia tanto com o céu assim. Pedirá e planejará outro filho e nem se quer lembrará que estes sentimentos fizeram parte de você algum dia.

E você, amiga leitora, conte-nos suas experiências e sentimentos após a chegada do bebê.

Patrícia Ribeiro

Autora

Patrícia Ribeiro é mamãe 24h por dia de dois filhos maravilhosos e dedica seu raro tempo livre à compartilhar suas descobertas com outras mamães.



1 comentário

  1. valeria reis

    eu tive meu bebê tem 3 meses e eu me sinto feia triste sem motivo e só tenho vontade de chorar e de ficar sozinha

Comente!




*Campos obrigatórios