Ômega-3 para Crianças com Dificuldade de Leitura

Escolher determinados alimentos para seu filho traz benefícios para o desempenho nos estudos

Artigo publicado por Patrícia Ribeiro nas categorias: 3 a 4 Anos, 5 a 6 Anos, Crianças

Os pais querem sempre que os filhos tenham um bom desempenho intelectual, com bom rendimento escolar. Para isso a leitura é uma atividade muito importante, que pode ser incentivada dentro de casa. Os adultos podem dar bons exemplos tendo o hábito de ler livros e frequentando bibliotecas ou outros espaços culturais junto com as crianças.

Pesquisa científica

Tudo isso é muito importante, mas você sabia que a alimentação também pode ser uma boa aliada para crianças que apresentam alguma dificuldade para a leitura? É isso o que mostrou uma pesquisa cientíca realizada na Universidade de Oxford, no Reino Unido: os pesquisadores descobriram que a ingestão diária de ácidos-graxos ômega-3 (DHA) pode ajudar crianças que apresentam problemas para ler. Mas onde encontrar ácidos graxos? Eles estão presentes nas algas, frutos do mar e peixes, como bacalhau, atum e sardinha e em azeites, castanhas, nozes e sementes de linhaça.

peixe fonte de ômega 3

Na pesquisa, 362 crianças entre 7 e 9 anos consumiram 600 mg de ômega 3 (provenientes de algas) todos os dias durante quatro meses. As crianças que apresentavam baixo desempenho na leitura mostraram bons resultados em apenas três semanas. Não foi observado nenhum benefício nas crianças que não tinham dificuldades na leitura.

Segundo os cientistas, já era conhecido o valor do ômega 3 para crianças com transtornos de déficit de atenção, hiperatividade e dislexia. Mas não havia nenhuma pesquisa relacionando a suplementação de ácidos graxos com dificuldade de leitura.

criança lendo

Informe-se na escola

Acompanhe de perto o desempenho escolar do seu filho, conversando com a professora e supervisionando na hora das tarefas em casa. A dificuldade para a leitura pode ser sinal de algum problema na visão, por exemplo. Esteja sempre atenta!

Ômega 3

O corpo humano não consegue produzir o ômega 3, por isso é importante a ingestão de alimentos que contém esse nutriente como os peixes. Ele é bastante benéfico no que diz respeito à visão, desenvolvimento cerebral (mais ainda nos anos iniciais) e controle do colesterol ruim.

Mamãe, que tal caprichar no cardápio do seu filho, incluindo peixe? Mesmo que ele faça cara feia no começo, não desista. Você pode preparar vários pratos diferentes: vá testando receitas e descubra de qual o seu filho mais gosta. Os peixes são muito saborosos e deixam os pratos mais leves e saudáveis.

Na gravidez

Para as grávidas, a ingestão diária de ômega 3 também é importante. Uma pesquisa do Centro Médico da Universidade do Kansas, nos EUA, mostrou que o nutriente evita parto prematuro e os bebês nascem com peso maior.

Médicos dizem ainda que o ômega 3 na gestação contribui para o desenvolvimento intelectual da criança (aumenta o QI) e diminui as chances de depressão pós-parto.

É importante a grávida incluir peixes na alimentação, porque, além do ômega 3, apresentam menos gordura. Ao preparar, prefira os assados e grelhados. Evite as frituras.

Se a futura mamãe não conseguir incluir os alimentos que contém ômega 3 nas refeições, pode optar por cápsulas de óleo de peixe. Converse com o seu ginecologista e tire todas as suas dúvidas sobre os benefícios da ingestão de suplementos de ômega 3.

Patrícia Ribeiro

Autora

Patrícia Ribeiro é mamãe 24h por dia de dois filhos maravilhosos e dedica seu raro tempo livre à compartilhar suas descobertas com outras mamães.



Comente!




*Campos obrigatórios