Preservativos

Método é seguro, mas deve ser utilizado de forma adequada

Artigo publicado por Patrícia Ribeiro nas categorias: Métodos Contraceptivos, Saúde

O preservativo, conhecido também como camisinha, é um método contraceptivo e que previne doenças sexualmente transmissíveis. Bastante popular em todo o mundo, é oferecido em postos de saúde, mas pode ser adquirido ainda em farmácias. A maioria dos preservativos é feito de látex ou poliuretano. Existem dois tipos de preservativos: o masculino, mais utilizado e mais barato, e o feminino. Está disponível em várias marcas e cores.

preservativos

Mas para garantir a proteção contra doenças e também contra uma gravidez indesejada, o preservativo deve ser utilizado de forma correta, sendo que alguns fatores devem ser observados.

Observações importantes

A embalagem deve estar lacrada e o produto deve estar dentro do prazo de validade. Além disso, deve ter o selo de certificação do Inmetro, garantindo assim que o produto passou por uma série de testes. Atenção também para o local onde você deixa a camisinha: largar na bolsa, no carro, apertada na carteira ou outro local em que esteja exposta ao calor, pode comprometer a qualidade

A embalagem deve ser aberta com as mãos e nunca com tesoura, dentes ou faca, para que não haja risco de romper o produto. Antes de pegar o produto, lave bem as mãos para que não ocorra qualquer contaminação.

O preservativo masculino deve ser colocado antes do ato sexual, com o pênis ereto.O homem deve deixar um espaço na ponta (para ejaculação) e verificar se a ponta não ficou com ar. A dica é apertar a ponta do preservativo e ir desenrolando no pênis. Atenção redobrada também na hora de tirar a camisinha: ela deve ser retirada com o pênis ainda ereto e o homem deve segurar a base para que o sêmen não saia. É recomendável dar um nó (para evitar qualquer contaminação) e descartar no lixo.

Alguns homens têm medo de que o preservativo se rompa e pensam em usar duas camisinhas, uma sobre a outra. Mas isso pode prejudicar o produto porque o atrito entre as duas camisinhas pode danificar um dos preservativos. Também não é recomendado utilizar qualquer óleo para lubrificação ou vaselina: dê preferência para os preservativos que já vêm com um lubrificante ou utilize lubrificantes especiais para esta finalidade, à base de água.

Se quiser potencializar o efeito contraceptivo do preservativo, utilize aqueles que contêm espermicida.

A única contraindicação da camisinha são as pessoas com alergia ao látex. Essas devem procurar marcas do produto feito de outro material.

Preservativo Feminino

camisinha

Menos utilizada e com preço maior que o modelo masculino, a camisinha feminina também previne uma gravidez indesejada e doenças sexualmente transmissíveis. Ela tem a vantagem de ser um método contraceptivo que fica por conta da própria mulher, ou seja, ela tem o controle da situação e consegue se proteger. Outra vantagem é que pode ser colocada horas antes da relação sexual.

Ela também tem o formato cilíndrico, com anéis nas pontas: a ponta fechada é inserida próxima ao colo do útero e a outra, aberta, fica sobre a vagina.

O preservativo feminino deve ser retirado logo após a ejaculação.

Patrícia Ribeiro

Autora

Patrícia Ribeiro é mamãe 24h por dia de dois filhos maravilhosos e dedica seu raro tempo livre à compartilhar suas descobertas com outras mamães.



Comente!




*Campos obrigatórios