Prisão de Ventre na Gravidez

A prisão de ventre na gravidez é um fato comum e corriqueiro, de soluções simples e saudáveis.

Artigo publicado por Patrícia Ribeiro nas categorias: Alimentação, Gravidez, Problemas, Saúde

Muitos fatores podem originar esse problema tão comum na gravidez, e mesmo assim ele pode ser contornado de formas bem simples. A prisão de ventre é causada muitas vezes pelas próprias alterações hormonais que a mulher sofre no processo, e que acabam por influenciar o funcionamento de todo o organismo, ou mesmo pelo tamanho do bebê, que pode pressionar de forma cada vez mais incisiva o intestino.

prisão de ventre

Não é à toa que a constipação é a queixa de duas entre três mulheres no período de gestação, e uma dúvida tão comum entre elas. Algumas poucas vezes o fato pode gerar hemorroidas, quando a mulher passa a gastar muito mais tempo no banheiro e tem a sua evacuação prejudicada. Esse fato recorrente para as gestantes deve ser encarado como natural e com solução simples, e não como um problema sério a ser tratado com remédios e drogas (lembre-se que tudo agora afetará o bebê), salvo sob orientação médica e em casos isolados.

 O que fazer

  •  A melhor recomendação, sendo mais simples e mais efetiva, é a melhora na alimentação da gestante. Uma boa alimentação pode melhorar muito a situação da prisão de ventre, pois facilita bastante o trabalho do organismo. Por isso o médico ou nutricionista pode recomendar a inclusão de alimentos especiais na alimentação da futura mamãe, como cereais e pães integrais, aveia e muitas frutas, que vão aos poucos regularizando o trabalho de digestão, absorção e eliminação do nosso corpo. Mas deve-se lembrar que nem toda fruta colabora para a prisão de ventre.
  • Tente comer laranja, ameixa, melão, mamão, damasco e morango. Evite ao máximo nessas épocas de desconforto a banana, goiaba, pera e maçã, que de certa forma diminuem ainda mais a velocidade de trabalho do intestino. Uma receita favorável é uma vitamina leve, com iogurte natural light, mamão e mel, batida e ingerida no café da manhã ou lanche da tarde.
  •  Ainda sim, aposte na ingestão de água para a diminuição do desconforto na gravidez, já que a água é importante para o funcionamento natural e eficaz do nosso organismo. Tome bastante água durante o dia, e à noite opte por uma sopa sempre que for possível. Tente também alguma atividade física moderada, como Ioga, caminhada ou hidroginástica, que vão melhorar o seu conforto de forma geral durante a gravidez, tornando esse período muito mais agradável e natural.

gravidez e prisão de ventre

 O que não fazer

 A primeira recomendação é não tomar laxantes ou qualquer outro remédio que prometa curar a prisão de ventre, a não ser que o seu médico o receite para você. Esses remédios podem causar desequilíbrio ao seu organismo e são alternativas radicais e artificiais aos métodos citados acima (alimentação regulada). Além do laxante, evite o uso de supositórios, porque não há comprovação dos seus benefícios e também por se tratar de um método mais apressado e atropelado para um problema simples e de solução rápida.

Sempre que tiver quaisquer dúvidas quanto aos problemas da sua gravidez, consulte o seu médico antes de tomar qualquer atitude que não tenha certeza, ou que não tenha sido previamente recomendada para você. Lembre-se que os riscos da automedicação e de métodos tradicionais duvidosos agora não são mais apenas seus, sendo estendidos à criança que cresce no seu ventre.

Patrícia Ribeiro

Autora

Patrícia Ribeiro é mamãe 24h por dia de dois filhos maravilhosos e dedica seu raro tempo livre à compartilhar suas descobertas com outras mamães.



Comente!




*Campos obrigatórios