Quanto Custa Ter um Filho

Mas afinal, é caro ter um filho?

Artigo publicado por Patrícia Ribeiro nas categorias: Bebês, Crianças

Economistas alertam: ter um filho custa muito, mas muito dinheiro. A média calculada é de aproximadamente R$ 2 milhões desde o momento em que confirma a gravidez até o filho chegar aos 23 anos de idade, idade onde, teoricamente, poderá ter sua independência financeira.

E não é só isso: os gastos vão aumentando de acordo com a idade da criança. Em suma, quanto mais velho seu filho for, mais dinheiro será investido nele.

custo de um bebê

Mas, será que isso é verdade?

As famílias têm filhos o tempo todo, e nem sempre elas estão em um patamar social alto, fazendo parte da classe alta do país. Muito pelo contrário, estudos apontam que quanto mais baixa for a classe social da família, maior será a probabilidade de a família aumentar. Realmente, observou-se nos últimos anos, uma queda considerável da quantidade de filhos que um casal tem, quando fazem parte da classe média/alta: normalmente, se tem de um único filho até dois. Quando muito, pode-se chegar aos três filhos.

Seu filho te trará gastos desde o início: para se fazer o pré-natal e todo o acompanhamento médico, caso você opcione por tratamento particular, os gastos serão maiores. Se você não quiser gastar muito, uma boa opção é o convênio particular ou realizar o acompanhamento através da rede pública de saúde.

Fazendo as Contas

Depois, vem o preparo com roupas, quarto, brinquedos e fraldas, muitas fraldas! Calcula-se que os gastos até os 3 ou 4 anos sejam de aproximadamente R$ 60 mil a R$ 65 mil.

E os gastos aumentam, a partir dos 5 anos a criança deve ser matriculada em uma escola. Escolas particulares infantis são realmente uma pequena fortuna: a mensalidade pode variar de R$ 600 a R$ 2000.

Os gastos de um adolescente também são significativos, com todas as festas, baladas, lazer, esportes e posteriormente, faculdade: eles podem chegar até a R$ 25 mil por ano.

Mas, não entre em pânico! Se fosse tão impossível quanto parece, ninguém teria filhos, e os que tiveram seriam todos infelizes.

O segredo está em duas ações de planejamento:

filho custa caro

Como  Planejar

Primeira: Planejar e Guardar. Se você quer ter um filho, você deve ter a consciência de que os gastos de fato vão aumentar. E significativamente. Portanto, abra uma poupança e guarde dinheiro uso em emergências. Segunda: Não esbanje. Economize. Seu filho é a melhor coisa que aconteceu em sua vida, e será a pessoa que você amará incondicionalmente e por quem lutará pelo resto de sua vida.

É claro que você vai querer dar o melhor. Mas não gaste à toa. Não esbanje. Recém nascidos, por exemplo, não precisam de um guarda roupa completo, eles crescem rápido, e as roupas vão se perder. Crianças um pouco maiores, além de perder roupas, vão perder facilmente os calçados. Adolescentes adoram sair e se divertir, mas é nessa hora que cabe o ensinamento econômico e o planejamento: dinheiro por merecimento.

Em suma, os gastos e a necessidade de replanejamento de orçamento existem, mas o custo de ter um filho é a felicidade e o comprometimento eternos.

Patrícia Ribeiro

Autora

Patrícia Ribeiro é mamãe 24h por dia de dois filhos maravilhosos e dedica seu raro tempo livre à compartilhar suas descobertas com outras mamães.



Comente!




*Campos obrigatórios