Vacinas do Bebê

Saiba quais vacinas seu filho terá que tomar

Artigo publicado por Patrícia Ribeiro nas categorias: Até 1 Ano, Bebês, Crianças, Recém Nascidos

As mães devem ter o compromisso de vacinar seus filhos. As vacinas estão disponíveis gratuitamente nos postos de saúde e em campanhas nacionais e devem ser aplicadas de acordo com o calendário oficial de imunizações. Elas são uma garantia de saúde porque protegem contra uma série de doenças graves.

bebê tomando vacina

Assim que o bebê toma as primeiras vacinas, já recebe a carteirinha de vacinação. Ela deve ser guardada e apresentada no posto de saúde ou campanhas quando a criança for tomar vacina.

Logo no hospital, o bebê já toma as seguintes vacinas: Hepatite B e BCG (contra a tuberculose). A BCG é aquela que deixa uma marquinha no braço.

Dois meses

Quando o bebê completa dois meses, a mãe deve ir ao posto da saúde para que ele receba a primeira dose das vacinas: Pentavalente (DTP + Hib + HB) contra difteria, tétano, coqueluche, meningite e infecções decorrentes do Haemophilus influenzae tipo b, Hepatite B; VIP (vacina inativada contra pólio – injetável) contra poliomielite; VORH (Vacina Oral de Rotavírus Humano), que protege contra diarreia causada por rotavírus e suas complicações; e Pneumocócica 10 (conjugada) contra pneumonia, otite, meningite e outras doenças.

Três meses

Aos 3 meses, o bebê recebe a primeira dose da vacina Meningocócica C (conjugada), que protege contra bactérias que causam meningite.

Quatro meses

No quarto mês, o bebê recebe a segunda dose das vacinas: Pentavalente (DTP + Hib + HB); VIP (vacina inativada contra pólio – injetável); VORH (Vacina Oral de Rotavírus Humano); e Pneumocócica 10 (conjugada).

Cinco meses

Ao completar 5 meses, o bebê toma a segunda dose da vacina Meningocócica C conjugada.

Seis meses

Quando o bebê está com seis meses, são aplicadas as terceiras doses das vacinas: Pentavalente (DTP + Hib + HB); VOP (vacina oral contra pólio – gotas); e Pneumocócica 10 (conjugada).

vacina do bebê

O Ministério da Saúde faz campanha de vacinação da gripe anualmente, no outono. A vacina deve ser aplicada em alguns grupos específicos, que incluem bebês de seis meses a crianças de 2 anos. Na primeira vez que o bebê recebe a vacina, ele recebe duas doses (a segunda dose é aplicada um mês depois). A vacina deve ser tomada todo ano.

Nove meses

Aos nove meses, o bebê recebe vacina contra a febre amarela.

Um ano

Quando o bebê completa um ano recebe a primeira dose da vacina Tríplice Viral (SRC), que protege contra sarampo, rubéola e caxumba e o reforço da Pneumocócica 10 (conjugada).

Um ano e 3 meses

O bebê recebe o primeiro reforço da vacina Tríplice Bacteriana (DTP), que protege contra difteria, tétano e coqueluche; reforço da VOP (vacina oral contra pólio – gotas); e reforço da Meningocócica C conjugada.

4 anos

A criança recebe o segundo reforço da Tríplice Bacteriana (DTP) e o segundo reforço da Tríplice Viral (SRC).

Depois, há outras vacinas que crianças e adolescentes devem receber. Qualquer dúvida, ligue para o disque-saúde (136), do Ministério da Saúde. Confira o calendário nacional de vacinação aqui.

Se você não conseguiu aplicar a vacina na data indicada na carteira de vacinação, pode ir até o posto de saúde para que o bebê receba as que estão faltando. Pode atrasar as vacinas, mas não pode deixar de dar.

2 comentários

  1. Kalinka (19/07/2013)

    Obrigada,este site me ajudou muito no meu trabalho

  2. Ana cecilia (15/08/2013)

    Meu bebe fez dois meses e levei no psf para tomara a vacina mas a enfermeira disse q ela ñ iria tomar so com tres meses oq faço levo em outra unidade pra ver se ela vai tomar mesmo

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.